Social Icons

10 junho 2013

Por Que Emagrecer É Tão Difícil E Engordar É Tão Fácil?

Para responder essas questões é necessário voltarmos um pouco ao passado para entendermos melhor sobre a evolução dos seres humanos.

Quando pensamos na história da civilização, devemos considerar que faz pouquíssimo tempo que o ser humano aprendeu a plantar e a criar animais. Foi a partir desse aprendizado que teve início a abundância contínua em nossa alimentação.

Antes disso, a espécie Homo sapiens sapiens teve que se adaptar e viver intercalando períodos de escassez de alimentos com períodos de fartura. Essa instabilidade durou por muito tempo, cerca de dezenas de milhares de anos e, naquela época, sobreviviam os humanos que possuíam maior capacidade de armazenamento de energia, os que se sentiam atraídos por alimentos mais calóricos e os que poupavam o gasto de energia nos períodos que não havia oferta de alimentos.

Neste contexto, é possível afirmar que somos geneticamente programados, assim como os nossos ancestrais, para armazenarmos todas as calorias que pudermos.

Parece absurdo, mas se encararmos esse fato como real, chegaremos à conclusão que fomos feitos para engordar e permanecer acima do peso por uma questão de sobrevivência.

A grande maioria das pessoas sente mais prazer em comer comidas gordurosas e ricas em carboidratos simples, o que permite recuperar o peso facilmente depois de tê-lo eliminado.

Quando passamos um longo período de tempo sem nos alimentarmos, o organismo tende a reter todos os nutrientes que iremos ingerir na próxima refeição, afinal de contas ele não sabe quando iremos comer novamente e precisa se manter funcionando. Além disso, ele também passa a poupar o gasto de energia, tornando o nosso metabolismo mais lento por uma questão de defesa. Por isso, é recomendado comermos de três em três horas.

É bem verdade também que essa facilidade que temos para ganhar peso, na atualidade, está relacionada à imensa oferta de alimentos muito calóricos, saborosos e de fácil acesso que temos à nossa disposição. Esse foi o ponto chave que levou a uma explosão de obesidade no mundo inteiro.

A comodidade da vida moderna é um outro agravante.

Responda rapidamente: quantas pessoas você conhece que estão acima do peso? E quantas pessoas que você conhece que não estão? A probabilidade é de que na lista de pessoas que vieram à sua mente a maioria apresenta sobrepeso ou obesidade, já que mais da metade da população brasileira está acima do peso.

A recompensa que a comida não saudável gera e a inércia em relação ao pontapé inicial para praticar atividades físicas são dois fortes fatores que desempenham um importante papel na perpetuação da obesidade, isso é um fato.

Estou aqui falando da “herança” que carregamos dos nossos ancestrais, porém este é apenas um fator que favorece o ganho de peso e não podemos nos esquecer que a obesidade está associada à diversos outros fatores.

Quer um exemplo típico?

Se eu fizesse a seguinte pergunta: Por que algumas pessoas são gordas? Alguns de vocês poderiam me responder: É por que elas comem muito! Isso nem sempre é verdade, mas quando elas realmente comem muito é, certamente, por questões emocionais. Pode ser que houve um determinado momento na vida dessa pessoa em que um problema emocional desencadeou uma compulsão de comer (falei sobre compulsão alimentar aqui).

Acontece que muitas vezes o problema já está resolvido, porém aquela compulsão pode continuar codificada no cérebro. Assim, a pessoa já não tem mais o problema emocional, mas a compulsão persiste.

É importante saber que engordar ou emagrecer é uma espécie de programação que está no cérebro. Você pode se tornar capaz de “reprogramar” o seu cérebro e aprender a ser magro de dentro para fora. O processo de emagrecimento será muito mais eficaz se você aprender a pensar magro e emagrecer primeiro a mente para depois emagrecer o corpo.

Bem, mas isso já é assunto para um outro post...

Voltando para a história de que fomos feitos para sermos gordos, a única alternativa que nos resta para sermos magros e mantermos a saúde em dia, é adotar uma dieta balanceada e fracionada e praticar atividades físicas frequentemente. Não custa nada dar uma mãozinha para a nossa genética ancestral!




Deseja agendar uma consulta ou saber mais sobre o atendimento, entre em contato !
 

Follow by Email

Translate

Estatísticas