Social Icons

12 março 2013

Alimentos Que Devem Fazer Parte da Alimentação de Praticantes de Atividade Física


Alimentação equilibrada + pratica de atividade física formam uma dupla imbatível quando falamos em manutenção da saúde, perda de peso ou ganho de massa muscular.

Uma alimentação errada, além de não suprir as necessidades energéticas do desportista, pode influenciar negativamente o seu desempenho nos treinos.

Alguns alimentos ajudam a manter o corpo em forma de uma maneira simples. Conheça alguns alimentos que não devem ficar de fora da sua alimentação se você pratica atividade física frequentemente.

Batata doce: não há dúvidas de que a batata doce é um dos alimentos fonte de carboidratos mais consumidos por atletas. Essa grande popularidade se deve ao baixo índice glicêmico (absorção lenta) que esse alimento possui em sua composição. A batata doce possui mais fibras do que a batata comum e, por esta razão, apresenta um índice glicêmico favorável. Além disso, é um alimento rico em vitamina A, em vitaminas do complexo B, cálcio, potássio e ainda proporciona sensação de saciedade por um longo período.

Carnes magras: a proteína é o nutriente que mais se destaca nas dietas para hipertrofia muscular por ser importante nos processos de construção e recuperação dos músculos após os treinos. A carne de frango é bastante consumida por que além de ser ótima fonte de proteínas, contém baixa quantidade de gorduras e é rica em vitamina B3, que está envolvida no processo de transformação dos nutrientes presentes nos alimentos em energia, e em selênio que protege as células do corpo da ação dos famosos radicais livres.

Banana: de todas as frutas a mais consumida pelos atletas é a banana. Ela é considerada um dos melhores alimentos a serem ingeridos antes dos treinos por ser fonte carboidratos, o que garante energia para realização dos exercícios. A banana também é rica em cálcio, fósforo, potássio e vitaminas.




Ovos: a proteína do ovo é uma das mais completas que podemos incluir em nossa alimentação, por conter aminoácidos essenciais nos processos de construção e recuperação muscular. Saiba mais sobre ovos aqui.






Salmão, sardinha e atum: são peixes ricos em ômega 3, um ácido graxo essencial, ou seja, não é produzido pelo organismo e por isso precisa ser incluído em nossa alimentação. Entre muitas funções desempenhadas pelo ômega 3, a mais importante para atletas ou praticantes de atividade física, é evitar e/ou prevenir lesões musculares provocadas pela prática intensa de exercícios físicos. O ômega 3 pode ser encontrado também nas sementes de linhaça e de chia.


Aveia: da mesma maneira que a batata doce, a aveia é fonte de carboidratos de baixo índice glicêmico. Fornece energia por um longo período e, por isso é uma ótima opção de cereal para ser incluída no café da manhã.





Massas integrais: de um modo geral, as massas são fontes de carboidratos. Para manter e, até mesmo, aumentar os estoques de glicogênio (energia) muscular durante os períodos de treinamento é necessária uma dieta rica em carboidratos, isso por que os estoques corporais desse nutriente são a maior fonte de combustível para o trabalho dos músculos. Prefira os alimentos integrais, pois possuem baixo índice glicêmico em relação aos alimentos refinados.

É muito importante saber as quantidades necessárias que devem ser consumidas de cada um desses alimentos. No entanto, essas quantidades variam de acordo com peso, altura, sexo e nível de atividade física praticada por cada individuo, ou seja, é necessário traçar um plano alimentar individual a fim de saber quanto se deve consumir diariamente. O consumo exagerado ou abaixo do que é necessário pode não trazer os benefícios esperados.

Um exemplo bem típico é quanto ao consumo de proteínas. Fala-se muito na ingestão de proteínas para aumentar a massa muscular, porém o excesso de proteína é transformado em energia e gordura, portando ao consumir alimentos proteicos em grandes quantidades ou tomar suplementos além do que se é recomendado, pode haver ganho de gordura corporal ao invés de músculos.

Fiquem atentos e procurem sempre por um profissional de nutrição para elaborar um cardápio personalizado para vocês!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Follow by Email

Translate

Estatísticas