Social Icons

28 fevereiro 2013

Saiba Identificar os Tipos de Obesidade


A obesidade é uma doença que pertence ao grupo de doenças crônicas não-transmissíveis e é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal. Sendo uma doença crônica, é uma doença que não tem cura, mas tem controle e deve ser tratada, como tantas outras doenças crônicas, ao longo de toda a vida.

Isso significa que uma pessoa que tenha obesidade pode emagrecer, porém se não houver mudança de comportamento e do hábito alimentar, essa pessoa poderá voltar a ser obesa.

A primeira coisa a se fazer, para determinar se você está obeso ou qual o seu grau de obesidade, é calcular o IMC (Índice de Massa Corporal). Você pode fazer isso utilizando a calculadora do blog!

Quanto maior o IMC, maior o risco de desenvolver doenças relacionadas à obesidade como, diabetes, colesterol alto, hipertensão, doenças cardiovasculares, trombose, asma, apneia, depressão, entre outras. Entretanto, é importante verificar a maneira como esta gordura está distribuída pelo corpo.

Existem dois tipos de obesidade:

1) Obesidade Andróide ou Central: a gordura concentra-se no abdômen. Este tipo de obesidade é mais comum entre os homens. A forma do corpo fica semelhante a uma maçã. 

2) Obesidade Ginóide ou Periférica: a gordura concentra-se nos quadris, nádegas e coxas. Este tipo de obesidade é mais comum entre as mulheres, dando ao corpo uma forma parecida com uma pêra.




As duas formas de obesidade são perigosas, porém a mais preocupante é a obesidade tipo andróide, isso por que nesse tipo de obesidade a gordura está aderida aos órgãos, é a chamada gordura visceral. Enquanto que na obesidade tipo ginóide, a gordura fica localizada entre a pele e os músculos, sendo dessa maneira menor o risco de doenças cardíacas.

Uma outra maneira simples de identificar o tipo de obesidade é medindo a circunferência da cintura.

De acordo com a circunferência da cintura é possível saber o grau do risco de desenvolver doenças relacionadas à obesidade.


Circunferência Abdominal – Medidas de Risco (cm)
Risco Aumentado
Risco Significativamente Aumentado
Homens
Maior ou igual a 94
Maior ou igual a 102
Mulheres
Maior ou igual a 80
Maior ou igual a 88


Agora você já pode identificar se está acima do peso ou se é portador de obesidade. Se os valores obtidos estiverem acima da classificação, significa que é hora de mudar seus hábitos de vida.

FAÇA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR e EXERCITE-SE!

27 fevereiro 2013

Linhaça: O Super Alimento!


Certamente você já ouviu falar dessa sementinha que vem ganhando popularidade simplesmente por trazer inúmeros benefícios para a saúde.

A linhaça contém propriedades funcionais, que fazem dela um alimento importante em nossa alimentação diária, pois auxilia na prevenção do câncer, no controle do colesterol, no bom funcionamento do intestino, alivia os sintomas da TPM e menopausa e é uma grande aliada no processo de emagrecimento.

É considerada um alimento rico em fibras e possui na casca proteínas, vitaminas e minerais. É ainda rica em ômega 3 e ômega 6, apresentando por isso benefícios contra dor e inflamação, pode promover o fortalecimento do sistema imunológico e ainda melhorar a saúde da pele, cabelos e unhas.

Existem dois tipos de linhaça: marrom e dourada.

No Brasil, o cultivo de linhaça dourada é recente, até então essa variedade era importada do Canadá. A cor da casca varia de acordo com a quantidade de pigmentos presentes na semente que, por sua vez, varia de acordo com a forma de cultivo. A marrom é cultivada em regiões onde o clima é quente e úmido, com uso de agrotóxicos. Já a dourada é plantada em regiões frias, sendo cultivada de forma orgânica. No entanto, considerando que a linhaça dourada está agora sendo plantada no Brasil, não se pode garantir que não há utilização de agrotóxicos.

Em relação à composição nutricional, observa-se que é quase a mesma entre as duas variedades, com diferenças insignificantes.

Você pode encontrar a linhaça em forma de semente, farinha, óleo ou cápsula. Os benefícios da linhaça se potencializam quando a semente é moída ou triturada e como as substâncias presentes na linhaça se oxidam facilmente é aconselhável que, depois de triturada, seja armazena em um recipiente bem fechado e opaco por até 3 dias.

Não existe indicação com relação à quantidade que deve ser consumida diariamente, 1 a 2 colheres de sobremesa pode ser uma boa pedida. O importante é que seja consumida pelo menos 1 vez por dia.

Mas como consumir a linhaça?

Você pode adicioná-la no iogurte, na salada de frutas, no suco, em pães, tortas e bolos. A escolha é sua, use a sua criatividade!

26 fevereiro 2013

Atividade Física em Jejum: Diga NÃO a Essa Prática!


A prática de atividade física em jejum é um assunto um tanto quanto polêmico e até mesmo preocupante.

Diversos estudos já mostraram que ao realizar uma atividade física em jejum ocorre maior mobilização de gordura corporal, o que poderia ser uma vantagem para quem está precisando eliminar alguns quilinhos, não é mesmo? Porém, essa queima de gordura que ocorre inicialmente não é tão significativa e existem mais desvantagens do que se pode imaginar.

Quando estamos em jejum, o nível de glicose no sangue está baixo, o que leva a um estado de hipoglicemia, isto é, a quantidade de energia disponível para realizar o exercício encontra-se diminuída. Em um estado de hipoglicemia podem surgir alguns sintomas que vão desde sentir-se vagamente mal até convulsões, desmaios e, raramente, dano cerebral permanente ou morte.

E não é só isso! Nessa situação também há perda de massa muscular, pois quando falta energia vinda dos carboidratos, o corpo começa a mobilizar os estoques de proteína. Assim, você pode estar pesando menos na balança, mas a sua composição corporal apresenta mais gordura e menos músculos, quando o que se deseja é exatamente o contrário. Além disso, o seu rendimento nos treinos também passa a ser menor.

O ideal é se alimentar bem antes de iniciar qualquer atividade física. Tome um bom café da manhã antes de ir para a academia e se você treina no período da tarde, não se esqueça de fazer um lanche completo, rico em carboidratos e proteínas, pelo menos 1 hora antes do seu treino.

25 fevereiro 2013

Benefícios do Chá Verde


O chá verde, produzido a partir das folhas da planta Caméllia sinensis é, depois da água, a bebida não alcoólica mais consumida no mundo e, atualmente, tem ganhado bastante destaque por suas propriedades funcionais, principalmente por conter alto teor de catequinas, consideradas potentes antioxidantes e anti-inflamatórios.

Vamos conhecer os principais benefícios do chá verde!

- Possui ação anti-envelhecimento da pele;

- Reduz processos inflamatórios do organismo, entre eles a celulite;

- Acelera o metabolismo, auxiliando a perda de peso;

- Previne o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes e câncer;

- Auxilia na redução do colesterol;

- Previne trombose;

- Fortalece o sistema imunológico.

É recomendado o consumo de 4 a 6 xícaras de chá verde diariamente. Prefira consumi-lo entre as principais refeições e longe do horário de dormir.

Com tantos benefícios, fica difícil resistir a essa bebida!

22 fevereiro 2013

Você Conhece a Chia? A Semente Que Está Dando o Que Falar!


A chia é uma semente que vem se tornando cada vez mais popular no Brasil, isto por que vários estudos comprovam que esta semente é riquíssima em diversos nutrientes, entre eles os ácidos graxos essenciais ômega 3 e ômega 6, proteína de alto valor biológico, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Ela está disponível no mercado em três formas: semente, farinha e óleo. A melhor maneira de utilização do óleo é em saladas, pois não sofre aquecimento e mantém todas as suas propriedades. Já a semente e a farinha podem ser adicionadas na salada de frutas, em iogurtes, vitaminas, sucos, entre outras preparações como pães e bolos.

A chia não possui sabor e nem cheiro, o que favorece o consumo.

Saiba alguns dos benefícios em consumir a semente de chia:

É rica em ômega 3: essa é sem dúvida a melhor funcionalidade da chia. O ômega 3 é bastante conhecido por seu poder anti-inflamatório, sendo eficaz no tratamento e prevenção do colesterol e triglicérides elevados, pois “limpa” das artérias as placas de gordura.

Auxilia o emagrecimento: por ser rica em fibras solúveis e insolúveis, a chia promove sensação de saciedade, isso por que ela se transforma em um gel ao entrar em contato com os líquidos presentes no estômago. Quem está em um processo de emagrecimento pode consumir a semente com água cerca de 1 hora antes das principais refeições. Isso faz com que a fome esteja diminuída na hora de comer. A semente também promove o bom funcionamento intestinal.

Auxilia a recuperação muscular após a atividade física: quem pratica atividade física, sabe a importância do consumo das proteínas de alto valor biológico logo após o treino. A chia é ótima fonte de proteínas e auxilia a manutenção da massa magra.

Boa opção para quem possui intolerância à lactose: a chia é rica em cálcio e, dessa forma, pode ajudar quem não pode consumir leite e derivados. Uma porção de 25g da semente de chia, o equivalente a 1 colher de sobremesa, contém cerca de 21% das necessidades diárias de cálcio.

Ótima fonte de ferro: a semente auxilia o tratamento de anemia ferropriva e também funciona como uma alternativa para quem não gosta dos alimentos ricos em ferro como, verduras de folha verde-escura ou fígado de boi.

Mas atenção! Não podemos nos esquecer que apesar de tantos benefícios, a chia também é bastante calórica, por isso consuma com moderação.

21 fevereiro 2013

Suplementação de Colágeno Hidrolisado e Firmeza da Pele


O colágeno corresponde a cerca de 30% de toda proteína existente no corpo, sendo o principal componente proteico da pele, ossos, cartilagens, ligamentos e tendões. 

É produzido naturalmente pelo organismo, porém algumas pesquisas têm mostrado que a partir dos 30 anos de idade, a produção de colágeno reduz 1% ao ano. A partir dos 50 anos, a produção de colágeno é reduzida drasticamente.

Firmeza, elasticidade e tônus são características garantidas à pele até os 30 anos de idade graças à ação do colágeno.

Uma alimentação balanceada contribui para que os efeitos da diminuição da produção de colágeno sejam menos perceptíveis ao longo do tempo. As carnes magras, frango e peixe são boas opções dessa proteína durante as refeições.

Mas será que a suplementação de colágeno hidrolisado auxilia mesmo na manutenção de uma pele firme, ossos, cartilagens, ligamentos e tendões saudáveis?

A resposta é: DEPENDE!

Sem sombra de dúvidas, o colágeno desempenha todas essas funções, PORÉM se ingerido em sua forma isolada NÃO, ou seja, sozinho não tem todo esse poder. É válido ressaltar que a grande maioria dos suplementos de colágeno ainda são vendidos na forma isolada.

O correto é consumir o suplemento de colágeno hidrolisado que inclua em sua composição vitamina C, vitamina E, betacaroteno, selênio e zinco.

Sim, são necessários todos esses nutrientes para que ocorra a produção de colágeno e mais uma coisa fundamental que é a necessidade do corpo. O organismo só é estimulado a produzir colágeno se houver necessidade.

E lembre-se, é importante sempre procurar um nutricionista para avaliar suas necessidades nutricionais. Homens e mulheres saudáveis acima dos 25 anos já podem iniciar a suplementação de forma preventiva. Idosos, crianças e gestantes devem ter recomendação médica para o consumo.

  

20 fevereiro 2013

Uso de Agrotóxicos nos Alimentos


Você sabia que todos os dias quando nos alimentamos podemos estar ingerindo uma grande quantidade de agrotóxicos?

Os agrotóxicos foram criados na tentativa de controlar as pragas que atacam as plantações. Quando utilizados de maneira correta, impedem a ação desses seres nocivos, sem estragar os alimentos. Porém, quando são utilizados de forma errada pelo agricultor, podem contaminar o solo, a água, os alimentos e prejudicar a nossa saúde.

No Brasil, são consumidas anualmente cerca de 130 mil toneladas de agrotóxicos, representando um aumento de 700% nos últimos 40 anos, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Nós, nutricionistas, sempre batemos na mesma tecla, ou seja, indicamos frequentemente o consumo de alimentos saudáveis, mas não podemos ignorar o fato de que esses alimentos têm chances de estarem contaminados.

Surge assim um dilema, comer um alimento “saudável” pode ser prejudicial para a saúde!

Não temos muitas alternativas, precisamos ter uma boa alimentação e consumir frutas e verduras diariamente. É verdade que existem os alimentos orgânicos, mas infelizmente não cabem no orçamento da maior parte das famílias brasileiras.

Alguns alimentos são menos contaminados do que outros por serem mais resistentes às pragas.

Conheça quais são os alimentos que sofrem menor contaminação na hora de escolher o que vai comer!


18 fevereiro 2013

Benefícios do Ovo Para a Saúde


Quantas vezes você já ouviu falar que o ovo aumenta o colesterol? Ou que a única coisa boa nele é a clara?

O ovo foi tido como um vilão durante décadas e, depois de muitas pesquisas realizadas no mundo todo, descobriu-se que os nutrientes contidos nele desempenham inúmeras funções no organismo, atuando em todos os sistemas e melhorando a nossa saúde.

Ele é uma importante fonte de proteínas de alto valor biológico (6,5g por ovo), sendo por isso tão utilizado entre os praticantes de atividade física.

É rico também em lipídeos, vitaminas A, D, ácido fólico e todas as vitaminas do complexo B, além de conter importantes minerais como fósforo, sódio, potássio, cálcio, magnésio, ferro e selênio.

Um ovo contém em média 70 calorias e já nem é mais novidade que ele pode ser um forte aliado nas dietas de emagrecimento.

Partes do Ovo

Uma pesquisa realizada pelo Journal of the American College of Nutrition concluiu que as pessoas que consomem ovo pela manhã se sentem mais saciadas e ingerem menos calorias durante o dia.

O ovo também é um importante alimento nas dietas para hipertrofia muscular, isso por que a clara contém leucina, um aminoácido que ajuda a manter a massa magra, minimizando a perda de músculos e quanto mais músculos no corpo, maior a queima de calorias!

E se ainda assim você tem dúvidas quanto ao consumo do ovo por que ouviu dizer que ele aumenta o colesterol, fique tranquilo! A maior parte do colesterol sanguíneo, cerca de 70%, é produzido pelo próprio fígado. Além disso, fatores como predisposição genética, obesidade, tabagismo, sedentarismo e baixa ingestão de fibras têm maior influência para elevar as taxas no sangue do que a quantidade de colesterol ingerido.


13 fevereiro 2013

Nutrição Aliada À Estética


Quando falamos em nutrição aliada à estética, a primeira coisa que vem à cabeça é o emagrecimento, não é mesmo? Porém a nutrição vai muito além de emagrecer! Com os avanços das pesquisas na área de nutrição, hoje já é possível aliar as condutas nutricionais aos agravos estéticos como a celulite, a flacidez, a acne, o envelhecimento, o fortalecimento das unhas e dos cabelos.

Primeiro é preciso ter em mente que o tratamento nutricional deve ser contínuo para que os benefícios sejam alcançados de forma plena, ou seja, de nada adianta incluir alimentos com propriedades funcionais em sua dieta durante 1 semana, é necessário consumi-los por toda a vida para que, em um futuro próximo e duradouro, os resultados sejam visíveis. Assim como investir em tratamentos estéticos e em atividade física sem uma nutrição adequada também não traz resultados positivos por muito tempo.

Conheça algumas desordens estéticas e veja como a nutrição pode ajudar na melhora de cada uma delas.

Celulite: é uma inflamação no tecido conjuntivo, sendo caracterizada pelo surgimento de ondulações na pele. O aparecimento da celulite depende de vários fatores como a predisposição genética, os fatores hormonais, a alimentação e a vida sedentária. Uma dieta rica em alimentos pró-inflamatórios, isto é, que contenha carnes gordas, leite integral, alimentos refinados, doces, bebidas alcoólicas, embutidos e enlatados contribui para que haja inflamação, podendo favorecer o surgimento das celulites. Para prevenir e tratar a celulite, o ideal é incluir no seu dia-a-dia alimentos com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes como peixes ricos em Ômega 3 (Ex: atum, salmão e sardinha), hortaliças de folhas verde-escuras, frutas cítricas e frutas vermelhas, castanhas e alimentos integrais.

Flacidez: pode ser causada pelo processo natural de envelhecimento ou por fatores como fumo, sedentarismo, gravidez, distúrbios hormonais, obesidade, emagrecimento importante em curto espaço de tempo, exposição em excesso ao sol e alimentação inadequada. Para prevenir a flacidez é necessário aderir a uma dieta que forneça o aporte de energia necessário para a preservação da massa magra. A ingestão de alimentos ricos em vitamina C (Ex: laranja, morango, limão e abacaxi) e proteínas de origem vegetal e animal (Ex: feijão, soja, ervilha e carnes magras) também auxilia na prevenção da flacidez.

Acne: é uma doença da pele que ocorre com maior frequência na adolescência. Entretanto é comum encontrar adultos, principalmente mulheres, que ainda tenham problemas com espinhas e cravos.  Alimentos fonte de vitamina A e vitamina C são bons aliados contra a acne, já que essas vitaminas possuem ação anti-inflamatória e antioxidante. Os peixes ricos em Ômega 3 e muita água, cerca de 2 litros por dia, também auxiliam o tratamento da acne. No entanto, vale a pena ressaltar que para ter uma pele bonita e viçosa é necessário adotar hábitos de vida saudáveis como consumir uma dieta equilibrada, dormir bem e praticar atividade física.

De um modo geral, os tratamentos estéticos aliados à uma dieta balanceada, trazem saúde e bem-estar e são o resultado de um cuidado que se inicia de dentro para fora, mantendo o corpo em equilíbrio e proporcionando beleza e boa forma.

12 fevereiro 2013

Como Agem Os Radicais Livres E Para Que Servem Os Antioxidantes


Muito tem se falado a respeito dos antioxidantes e dos radicais livres e, apesar de ser um assunto um pouco complexo, é muito interessante e de extrema importância na hora da escolha dos alimentos.  

Primeiramente vamos entender o que são os radicais livres. De uma maneira simplificada podemos dizer que os radicais livres são moléculas constituídas por átomos unidos formados por um par de elétrons. Quando as ligações químicas se desfazem, cada fragmento da molécula passa a conter um único elétron em sua órbita.  Esses fragmentos carregados, instáveis e reativos são os chamados radicais livres que ficam “soltos” no organismo, à procura de uma molécula para se ligar e conseguir estabilidade novamente, podendo reagir ou oxidar.

Os radicais livres podem lesionar ou até matar as células do corpo e fazem parte de reações normais do organismo como, por exemplo, quando respiramos, ao praticarmos atividade física, em situações de estresse físico e mental, além de outros fatores como poluição, fumo, exposição aos raios ultravioleta e dieta desequilibrada.

Estão associados ao processo de envelhecimento precoce da pele e à doenças degenerativas como cardiopatias, aterosclerose, doenças pulmonares e câncer.


Bom, mas o que isso tem a ver com nutrição?

Aí é que entra o poder dos antioxidantes. Os agentes antioxidantes protegem as células da ação dos radicais livres e podem estar presentes na dieta de todos nós, é só uma questão de saber escolher os alimentos.

São exemplos de potentes antioxidantes:

Vitamina C: amplamente encontrada nas frutas cítricas e verduras cruas. São excelentes fontes a laranja, o limão, a acerola, o morango, o repolho, o espinafre, entre muitos outros alimentos.

Vitamina E: presente nos óleos de origem vegetal e nas castanhas.

Betacaroteno (precursor da vitamina A): alguns alimentos fonte são a abóbora, o mamão, o morango, a manga, a cenoura, a couve, o agrião e o almeirão.

Flavonóides: são encontrados no suco de uva e vinho tinto, no morango e na soja.

Dica: Adote uma dieta rica em frutas e verduras, já que são as principais fontes de antioxidantes e lembre-se que uma dieta variada é fundamental para a manutenção da nossa saúde. 

08 fevereiro 2013

Você Sabe O Que É Suchá?


Os Suchás são a mistura de suco de frutas naturais ou verduras com a infusão de chás, que auxiliam a boa nutrição e trazem muitos benefícios para a saúde.

Podem ser consumidos ao longo do dia, entre as principais refeições. É importante que a bebida seja ingerida logo após o preparo para que não haja perda de nutrientes.

Cada Suchá desempenha uma função diferente no organismo, dependendo dos ingredientes utilizados. 

Existe suchá para todos os gostos e para todas as necessidades. Escolha já o seu!

Sugestões de Receitas

Suchá Verde (antioxidante, termogênico e desintoxicante)
1 copo de chá verde (prepare o chá com 1 colher de sobremesa da erva Camellia sinensis)
1 folha de couve
1 laranja
1 colher de chá de gengibre ralado

Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe, se necessário. Beba gelado.

Suchá de Hortelã, Erva-doce e Abacaxi (anti-inflamatório e auxilia a boa digestão)
1 copo de chá de hortelã com erva-doce (prepare o chá utilizando 5 folhas de hortelã e 1 colher de chá de erva-doce)
1 fatia de abacaxi

Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe, se necessário. Beba gelado.

Suchá de Flores de Hibisco, Melancia e Limão (diurético, diminui a pressão arterial, auxilia o emagrecimento)
1 copo de chá de flores de hibisco (prepare o chá com 1 colher de chá de flores de hibisco)
1 fatia de melancia
½ limão

Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe, se necessário. Beba gelado.

Dica: Não prepare os chás com a água fervendo. O ideal é fazer a infusão com a água quente, entre 80 e 90 graus, por 5 minutos. Coe e espere o chá esfriar para preparar o suchá.

Procure sempre um nutricionista para saber qual o melhor suchá para você!

07 fevereiro 2013

Suplementos Alimentares: Saiba Quando É Necessário Suplementar


Em nome do corpo perfeito e da pressa em ver logo o resultado da malhação no espelho, o uso dos suplementos alimentares têm se intensificado nas academias. O desafio é conseguir um corpo bonito e definido em pouquíssimo tempo.

Mas será que isso é mesmo possível?

Os suplementos alimentares são vendidos livremente nas lojas, sem indicação médica ou nutricional. O maior problema ocorre quando a compra é realizada por causa do comentário empolgado de um amigo que utiliza um determinado produto ou por sugestão do instrutor da academia. Não bastasse isso, ainda são feitas misturas de dois ou mais suplementos sem acompanhamento nenhum.

Cuidado! Tomar suplementos sem necessidade ou sem acompanhamento nutricional pode trazer sérios riscos para a sua saúde.

A suplementação é indicada apenas quando não é possível atingir todas as necessidades nutricionais de um indivíduo por meio de uma alimentação balanceada, seja por falta de tempo para fazer refeições completas ou por que a necessidade energética torna-se aumentada devido a um treino muito prolongado.

Os suplementos podem ajudar muito quem pratica atividade física, mesmo não sendo um atleta profissional, mas é fundamental saber qual é o melhor suplemento a ser utilizado e quais as quantidades necessárias, que variam de acordo com o peso, o treino e a dieta que é seguida diariamente.

Outro ponto importante é que os suplementos não fazem milagres da noite para o dia. Mesmo suplementando, é necessário tempo para promover o ganho de massa muscular.

Dieta, suplementação (quando necessária), treino e descanso, são as chaves para quem almeja o corpo dos sonhos.

Há vários tipos de suplementos no mercado, cada um com uma função específica. Na hora de fazer a sua escolha, procure a ajuda de um profissional habilitado para te auxiliar e não coloque a sua saúde em risco!

06 fevereiro 2013

Chá Verde para Emagrecer!


A obesidade é uma doença crônica que se caracteriza pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, sendo apontada como uma das principais causas do desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis e não infecciosas, incluindo problemas respiratórios, dermatológicos, distúrbios do aparelho locomotor e favorecimento de enfermidades potencialmente letais como dislipidemias, doenças cardiovasculares, certos tipos de câncer e diabetes mellitus tipo 2.

Mas calma, não se assuste! Isso não significa que todas as pessoas que estão com sobrepeso ou obesidade irão de fato desenvolver essas doenças.

Vários estudos têm sido realizados com foco em alimentos que auxiliam na prevenção e tratamento da obesidade e de suas comorbidades e o chá verde tem se mostrado um grande aliado.

O chá verde é obtido através de folhas frescas da erva Camellia Sinensis e possui alta quantidade de flavonoides conhecidos como catequinas, capazes de promover a diminuição da gordura corporal e auxiliar na prevenção e tratamento da obesidade e das doenças associadas.

É chamado de verde porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante o processamento, o que não acontece com as folhas do chá preto.

Por que o chá verde funciona?

As pesquisas mostram que os principais meios de ação do chá verde para a diminuição do peso e da gordura corporal seriam o aumento da oxidação lipídica, aumento do gasto energético, diminuição da diferenciação de adipócitos (células de gordura), morte celular de adipócitos maduros e diminuição da absorção de gordura.

Além disso, o chá verde também ajuda na prevenção e no tratamento de dislipidemia, doenças cardiovasculares, diminuição dos triglicérides, do colesterol total, LDL (colesterol ruim) oxidada e absorção de glicose.

Atenção na hora do preparo!

Ao preparar o chá verde, a água não deve estar fervendo para que a bebida não fique com sabor amargo. O tempo de infusão também não deve ser maior que 3 minutos.

Utilize 2 colheres de sopa para 1 litro de água e consuma em até 24 horas depois do preparo.

De acordo com a American Dietetic Association é recomendado o consumo de 4 a 6 xícaras/dia.

E não se esqueça, associe o chá verde à uma alimentação balanceada e a prática de atividades físicas regulares.

05 fevereiro 2013

Dieta x Reeducação Alimentar


Quando falamos em reeducação alimentar, devemos ter em mente que quando iniciamos uma mudança em nossa alimentação estamos valorizando a vida.

Não gosto de pensar no termo “estou de dieta”, pois dá a falsa impressão de que todos os alimentos gostosos devem ser excluídos do cardápio e isso não é verdade. As dietas, de um modo geral, não fazem sucesso exatamente por serem muito restritas e, assim ocorre a desistência e com ela vem a sensação de fracasso.

Já quando se diz “estou em um processo de reeducação alimentar” parece e, na verdade estamos falando de fato, que estamos optando por uma maneira mais saudável de viver e que nenhum alimento é proibido.

Em um processo de reeducação alimentar, podemos comer absolutamente todos os alimentos. O principal objetivo é aprender fazer escolhas saudáveis e a palavra-chave é MODERAÇÃO.

E ao contrário do que muita gente pensa, a reeducação alimentar não é feita apenas por quem quer perder alguns quilinhos, ela pode e deve ser aplicada na rotina diária de todos nós, basta querer viver mais e melhor.

É necessário desenvolver uma maneira de se alimentar bem diariamente e para isso precisamos adotar novos hábitos. Combater a monotonia alimentar, variando a forma de preparo dos alimentos e experimentar novos sabores, pode ser o primeiro passo para a mudança da prática alimentar.

Consulte sempre um nutricionista, ele é o profissional habilitado para prescrever cardápios personalizados de acordo com os seus hábitos alimentares, estilo de vida e necessidades nutricionais.

04 fevereiro 2013

Alimentação Saudável com Base nas Cores



Em nenhum outro momento a preocupação com a saúde e a estética esteve tanto em evidência como na atualidade. A busca por tratamentos para o recondicionamento físico e alívio do stress também tem aumentado visivelmente.

Pensando nisso, decidi escrever este artigo falando sobre alimentação saudável, já que temos uma enorme variedade de frutas e legumes ricos em nutrientes e a diversidade de cores que cada um possui pode nos ajudar a manter a saúde perfeita, trazendo bem-estar para o nosso dia-a-dia.

Vermelho, verde, branco, amarelo e roxo, essas são as cores dos alimentos, que nem sempre são observadas quando nos alimentamos, não é mesmo? Vamos entender o porquê devemos sempre montar um prato colorido.

Vermelhos

Esses alimentos são fontes de licopeno, que possui ação antioxidante e ajuda reparar os danos causados nas células pela ação dos radicais livres. O licopeno auxilia na prevenção do câncer, retarda e combate o envelhecimento precoce e fortalece o sistema imunológico. Alimentos vermelhos, também são fontes de carotenoides, precursores da vitamina A, essencial na manutenção de resistência às infecções, participa do processo visual e da manutenção da pele e das mucosas.

Verdes

São ricos em cálcio, fósforo e ferro. A clorofila é a substância responsável pela coloração verde desse grupo e auxilia a absorção do ferro. Entre as frutas verdes está o abacate, rico em vitamina E, gordura moinsaturada e glutationa, um poderoso antioxidante. A gordura monoinsaturada presente no abacate aumenta os níveis de colesterol “bom” - HDL, protegendo as artérias.

Brancos

Possuem vitaminas do complexo B e são ricos em flavonoides, composto químico que desempenha importantes papéis na saúde como anti-inflamatório, fortalece cabelos e unhas por ajudar na absorção de vitamina C, inibe o aparecimento de coágulos, além de possuir propriedades antioxidantes. São exemplos de alimentos fonte desse grupo a maçã, a pêra, a graviola e a couve-flor.

Amarelos

Ricos em carotenoides, como a luteína e a zeaxantina que possuem ação antioxidante. Os alimentos amarelos também possuem betacaroteno, que age na manutenção dos tecidos e dos cabelos, beneficia a visão e melhora a imunidade. Também são ricos em vitamina C, que participa da síntese de colágeno da pele.

Roxos

Os alimentos que possuem as cores roxa, preta ou azulada contém uma substância chamada antocianina. Depois da clorofila, as antocianinas são o mais importante grupo de pigmentos de origem vegetal, sendo um poderoso anticoagulante sanguíneo. Estes alimentos são ricos em vitamina B1, muito importante no processo de transformação dos carboidratos e outros nutrientes que ingerimos em energia. De um modo geral, os alimentos que fazem parte deste grupo possuem inúmeros benefícios para a saúde, como a manutenção da saúde da pele, nervos, rins e aparelho digestório, retardam o envelhecimento precoce e previnem doenças cardíacas.

Escolha sempre alimentos coloridos para montar seu prato. Quanto mais colorida a sua dieta, mais saúde e qualidade de vida para você.

Consulte sempre um nutricionista!

 

Follow by Email

Translate

Estatísticas